chata de galochas

acho que é isso que eu sou. tem algum blog aí no mundo com esse endereço. vou procurar a autora, tentar conversar com ela, porque ao que tudo indica, nos identificamos.

acontece que sábado passado tivemos uma briga imensa. imensa mesmo, dessas de botar todo mundo pra ouvir, de aparecer alguém querendo separar e você ter que se segurar pra não dar na cara dessa pessoa. eu queria dar na cara dele, mas me segurei muito e no fim, acabamos bem e na cama. foi ok, mas podia ter sido tão melhor. tipo na sexta feira, que tivemos a melhor associação de sexo e amor que já fiz na vida. só que aí eu estraguei tudo no sábado.

quer dizer, não sei bem se a culpa foi toda minha e quando vou pras palestras as pessoas sempre me dizem que não é um caso de colocar a culpa em alguém, mas sim de reconhecimento de erro. acho que é só mais um eufemismo, mas as pessoas parecem que se sentem bem. de qualquer forma, voltando ao tema central, ele acabou não bebendo tanto, mas estava obviamente bebendo mais do que o normal e eu não tava gostando nada nada e as pessoas da família dele estavam ficqando cada vez mais bêbadas, as bocas cada vez mais moles e eu comecei a ter aquele gelado no peito, porque, afinal de contas, eu estava sozinha. e meu Deus do céu, como eu ia dormir ali? precisaria de setenta gotas de rivotril.

 

ele chegou. depois eu continuo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s